NOTÍCIAS

Empreendedores têm portas abertas em todas as regiões de São Paulo

Data: 28/06/2019

Para servir aos seus associados presentes nos quatro cantos da maior metrópole da América Latina, a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), ao longo dos anos, estendeu sua presença da sede, na rua Boa Vista, para 15 distritais operantes em informações, associativismo e serviços.

É nesse conjunto de sedes multiplicadas na capital paulista que a ACSP cria espaço para o debate e fortalecimento dos negócios, facilitando o empreendedorismo, com ações locais.

Um exemplo de intervenção a favor da comunidade ocorreu em março passado, quando um temporalprovocou devastação em bairros da cidade. 

As distritais da Mooca e do Ipiranga promoveram reuniões com os empresários da região para debater a questão.Nesses encontros, a entidade solicitou que fizessem um levantamento dos danos financeiros causados pelas inundações e encaminhou juntamente com a sede principal da entidade reivindicações aos poderes públicos.

Para ter uma ideia do alcance, no ano passado as 15 distritais da ACSP receberam 60 mil pessoas que participaram de seus eventos de negócios, cursos e seminários especializados visando o aprimoramento de empresários e seus colaboradores.

Lado a lado com a sede da ACSP, as distritais trabalham com a missão de batalhar por mudanças na estrutura tributária do País, desburocratizar processos, formalizar negócios, protagonizar transformações, e especialmente, trabalhar em parceria com as subprefeituras para atualizar a infraestrutura de vários pontos da cidade.

“As portas das quinze distritais da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) estão abertas para os empreendedores”, afirma Douglas Formaglio, 61 anos, engenheiro e empresário da construção civil, que juntamente com Francisco Parisi, ambos vice-presidentes da ACSP, foram designados coordenadores do Conselho de Distritais na gestão presidida por Alfredo Cotait Neto, também presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Formaglio foi diretor superintendente da Distrital Lapa, atual Distrital Oeste. Está na ACSP há 19 anos onde já integrou os conselhos fiscal e deliberativo.

 

Nos primeiros 80 dias da nova gestão, as distritais conseguiram a adesão de mais de 120 novos sócios para a entidade. Mais de uma centena de eventos foram realizados neste período. 

Parisi é administrador de empresas, está na ACSP há oito anos. Foi diretor superintendente da Distrital Mooca em duas gestões (2003/2005 e 2015/2017), tem a franquia das agências do Correios da Mooca e da Vila Matilde.

“Os pequenos e médios empresários continuarão a ser a prioridade nas quinze distritais", afirma Parisi. "Estes empreendedores, responsáveis pelo crescimento e também por abrir e manter frentes de trabalho nos bairros e na região central da Capital, estão no plano de ação que elaboramos”, diz Parisi.

Administrador de empresas, Parisi está na ACSP há oito anos. Foi diretor superintendente da Distrital Mooca em duas gestões (2003/2005 e 2015/2017), e possui franquias de agências do Correios na Mooca e Vila Matilde.

 

SERVIÇOS

 

Desde a gestão anterior, coordenada pelos vice-presidentes Giacinto Cosimo Cataldo e João Bico, as distritais vem estruturando um conjunto de serviços, batizado de Balcão do Empreendedor, que possibilita ao empresário de qualquer região da cidade realizar uma série de operações em um mesmo local.

Exemplos disso são as atividades da Junta Comercial, como abertura e encerramento de empresas, certificado digital e de origem e acesso a todos os serviços de pessoa jurídica prestados pela Receita Federal com atendimento exclusivo [Veja no quadro].

Em maio passado, a ACSP firmou parceria com a cooperativa Sicredi com o objetivo de garantir crédito em condições especiais para empresários associados à entidade ou à cooperativa.

O acordo prevê a criação de uma estrutura financeira em cada uma das 15 distritais da associação comercial espalhadas pela capital paulista.

Tudo isso será apresentado em um grande evento planejado para o segundo semestre, no ginásio do Clube Atlético Juventus, na Mooca, que tem capacidade para mais de mil pessoas.

Um plano que está sendo conduzido pelos novos gestores consiste em ampliar para 50 o número de diretores de cada distrital.

“Teremos o diretor superintendente, cinco vices e 44 membros do conselho de diretores. Mas terão de ser diretores atuantes, que tenham um ótimo relacionamento com a região coberta pela sede distrital", diz Formaglio. As 15 distritais somarão então um quadro diretivo com 750 voluntários.


POR: Redação DC

FOTO: William Chaussê/Diário do Comércio

*Com Wladimir Miranda



PARCEIROS