NOTÍCIAS

Tartarugas são devolvidas ao mar após seis meses de tratamento em Guarujá

Data: 16/08/2017

 (Foto: Divulgação/Gremar )

Duas tartarugas foram devolvidas ao mar em Guarujá, no litoral de São Paulo, após seis meses em tratamento no Instituto Gremar. Os animais foram localizados em praias de Bertioga e São Vicente, também no litoral paulista, debilitados e com ferimentos.

A soltura ocorreu em mar aberto, na região da Ilha Rasa, na costa guarujaense, na última semana. Equipes do instituto utilizaram uma embarcação para chegar ao local, a aproximadamente quatro quilômetros da orla da cidade.

Uma tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) foi encontrada na Praia do Indaiá, em Bertioga. Ela estava abaixo do peso ideal, com cracas pelo corpo, tinha sinais de afogamento, ingestão de lixo e parasitose, segundo veterinários.

Uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) foi resgatada na Praia de Itaquitanduva, em São Vicente. O animal estava com um anzol ao redor de uma das nadadeiras e tinha fibropapilomas no entorno de outras nadadeiras e dos olhos.

Os tratamentos envolveram cuidados para a recuperação da capacidade respiratória e estímulos para retomar a alimentação. Ambas foram submetidas a exames clínicos e cirurgias para se recuperarem das lesões constatadas pelos médicos.

A equipe do Gremar decidiu devolvê-las à natureza após melhora clínica. O trabalho de monitoramento de praias é desenvolvido pelo instituto como condicionante para o licenciamento ambiental federal do pré-sal da Bacia de Santos.

FONTE: G1

 



PARCEIROS